Tel.: (71) 3217-8600 / e-mail: ouvidoriahs@prodalsaude.com.br

Novos membros tomam posse para gestão 2019 da CIPA

Integrantes da CIPA, no dia da posse

Foram empossados na manhã do dia 17 de janeiro, os 30 membros da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do Hospital do Subúrbio (HS), para a gestão 2019. O evento de posse e de instalação da CIPA ocorreu no auditório do Hospital do Subúrbio. A CIPA é composta por 15 representantes do empregador e 15 representantes dos empregados. Desses 15 integrantes de cada lado, oito são titulares e sete suplentes.

Dando as boas-vindas aos novos membros, o diretor técnico do HS, Jorge Motta, destacou a importância de conservar o que já foi conquistado pelas CIPAs anteriores e seguir avançando por meio de melhorias adequadas ao dia a dia da instituição.

Promover a conscientização de todos para um ambiente de trabalho saudável também foi uma das mensagens transmitidas pelo engenheiro de Segurança do Trabalho e presidente da CIPA, Marco Ribeiro. “A CIPA tem como foco a prevenção de doenças ocupacionais e acidentes do trabalho. É importante que todos tenham consciência da responsabilidade de ser um cipista”, ressaltou Marco. Para a gestão 2019, um dos objetivos é trabalhar com firmeza na prevenção focada na assistência, o que inclui evitar acidentes com fluidos biológicos e materiais perfurocortantes.

Dr. Jorge Motta ressaltou a importância do trabalho dos cipistas

Segundo Marco Ribeiro, uma CIPA ativa e presente no cotidiano da instituição é aquela que promove atividades do cipista junto ao setor de Segurança do Trabalho, acompanhando a investigação de acidentes para entender as causas e, assim, trabalhar na prevenção. Ao longo do ano, a CIPA do HS realizará visitas técnicas e inspeções, contribuindo para propor melhorias nos setores, capazes de evitar acidentes.

Neste ano de 2019, a CIPA terá caráter dinâmico e mais fluidez, afirma Marco. “Como o trabalhador não é só cipista, pois também tem as funções do cargo que ocupa, o ideal é que a CIPA agregue na vida do colaborador sem se tornar um peso”, explica. Para isso, reuniões objetivas e metas claras economizam tempo, ao mesmo tempo que tornam gratificante a responsabilidade de ser um cipista, já que ele estará proporcionando segurança para todos os colaboradores no ambiente de trabalho. “Esta será uma CIPA unida, atuando junto ao SESMT em prol da saúde do trabalhador”, pontua Marco.

Author Info

Rosana Cavalcanti