Tel.: (71) 3217-8600 / e-mail: ouvidoriahs@prodalsaude.com.br

Sessão Clínica de Cuidados Paliativos discute dilemas éticos

Dra. Camila Vasconcelos falou sobre a ortotanásia

A introdução de cuidados paliativos e a comunicação com pacientes e familiares diante de situações de terminalidade foram os principais temas discutidos durante a III Sessão Clínica de Cuidados Paliativos realizada pelo Hospital do Subúrbio (HS), no dia 24 de abril, no auditório da unidade de saúde.

Profissionais do HS participaram ativamente do debate

Com abordagem de casos reais, os participantes debateram sobre a ortotanásia, conhecida como “boa morte”, sem adoção de procedimentos invasivos, e a relação entre a equipe de saúde, pacientes e seus familiares no momento de esclarecer a condição do paciente com doença grave e progressiva, que ameace a continuidade de sua vida. Ao falar sobre o processo de terminalidade, a professora e advogada em Direito Médico Camila Vasconcelos chamou a atenção para o respeito à autonomia do paciente e aos limites no uso da tecnologia, para proporcionar dignidade ao paciente em detrimento da aplicação de medidas despropositadas.

O conselheiro do Cremeb Emerentino de Araújo destacou os problemas de comunicação com pacientes e familiares

Com a experiência de quem já viu e vivenciou dilemas relativos à questão, ao longo dos anos, o médico Emerentino Elton de Araújo, conselheiro do Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb), destacou a falha na comunicação como importante fator motivador da recusa da família em aceitar a adoção da ortotanásia em situações de terminalidade. Segundo o conselheiro, é preciso avaliar se a equipe está preparada para dar os esclarecimentos e se a família está sendo devidamente informada. A necessidade da presença de psicólogos nessas situações também foi apontada por Emerentino.

“Trabalhar a comunicação traz redução de danos e, inclusive, redução da judicialização dos casos. A informação deve vir acompanhada de esclarecimento”, ressaltou a professora Camila Vasconcelos, que leciona na Faculdade de Medicina da Universidade Federal da Bahia (Ufba) e é doutora em Bioética. A sessão clínica contou com ampla participação do público, composto por médicos e profissionais da equipe multidisciplinar do HS.

A Sessão Clínica de Cuidados Paliativos é um projeto desenvolvido pelo Hospital do Subúrbio, para discutir temas polêmicos na área e estratégias de melhorias. Teve início em fevereiro deste ano, com encontros uma vez por mês.

Author Info

Rosana Cavalcanti