Tel.: (71) 3217-8600 / e-mail: ouvidoriahs@prodalsaude.com.br

HS reúne líderes do Subúrbio para discutir a saúde na região

O diretor técnico, Jorge Motta, apresentou dados do HS

Lideranças comunitárias do Subúrbio Ferroviário de Salvador estiveram reunidas, no dia 29 de maio, com a equipe gestora do Hospital do Subúrbio (HS), a convite da instituição, para conhecerem os dados mais recentes da prestação de serviços da unidade e discutirem uma série de medidas com representantes municipais e estaduais da área da saúde. O encontro, que permite o diálogo direto entre comunidade e gestores públicos, segue a política de transparência do HS e faz parte de um conjunto de reuniões que ocorrem anualmente tendo o hospital como elo de aproximação da população com órgãos públicos do setor.

O diretor técnico do HS, Jorge Motta, apresentou indicadores da unidade referentes ao atendimento e cirurgias realizadas de setembro de 2018 a março de 2019, mostrando o perfil da assistência e a prevalência das cirurgias gerais e ortopédicas em pacientes adultos. A assessora técnica, Lícia Cavalcanti, relembrou, na ocasião, a prioridade do atendimento aos usuários conforme a gravidade do caso.

Lideranças comunitárias parabenizaram o HS e fizeram questionamentos

Após a exibição dos dados do hospital e esclarecimentos, os líderes comunitários se pronunciaram e também ouviram as falas do coordenador do Distrito Sanitário do Subúrbio Ferroviário, Moisés Teles, e da coordenadora técnica da Central Estadual de Regulação, Marta Câmara. A coordenadora destacou a importância da comunidade entender o trabalho desenvolvido pela Central de Regulação, para evitar incompreensões quanto ao serviço.

Marta Câmara falou sobre a Central de Regulação e Moisés Teles (dir. ao fundo), sobre a Rede de Atenção Básica

As ações previstas na Rede de Atenção à Saúde, especificamente na Atenção Básica, foram apontadas por Moisés Teles. Dentre os problemas relatados pelas lideranças, estavam comunicação inadequada por parte de profissionais e dificuldades de acesso para atendimento. O presidente do Conselho Municipal de Saúde, Fábio Ferreira, alertou para o índice de 38% de cobertura da Atenção Básica na cidade de Salvador e do impacto disso na superlotação de hospitais.

A iniciativa do HS em reunir comunidade e gestores para um momento de diálogo foi ressaltada pelos líderes Alberto Santos e Beto Queiroz. “Esse tipo de plenária é inovador e muito valoroso para multiplicarmos nas nossas comunidades as informações que recebemos aqui”, disse Alberto. Para Queiroz, “o Hospital do Subúrbio faz essa integração e as lideranças saem mais informadas. É importante quando a liderança se sente respeitada e honrada”.

Author Info

Rosana Cavalcanti