Tel.: (71) 3217-8600 / e-mail: ouvidoriahs@prodalsaude.com.br

O Hospital do Subúrbio (HS) é a primeira unidade hospitalar pública do Brasil a funcionar por meio de Parceria Público-Privada (PPP), destacando-se pela atuação pioneira em seu modelo de gestão e pela qualidade da assistência prestada à população usuária do Sistema Único de Saúde (SUS). É um hospital geral público estadual, de gestão privada, com perfil de urgência e emergência para pacientes adultos e pediátricos. Está localizado no bairro de Periperi, em Salvador (Bahia), na região do Subúrbio Ferroviário, um dos doze distritos sanitários da capital baiana.

Inaugurado em 13 de setembro de 2010, iniciou suas atividades em 14 de setembro do mesmo ano, devidamente estruturado para atender a pacientes adultos e crianças vítimas de traumas, portadores de patologias agudas e crônicas agudizadas, realizando procedimentos de média e alta complexidade. A sua instalação pôs fim a um jejum de 20 anos em que não se via a criação de um novo hospital público de urgência e emergência na Região Metropolitana de Salvador.

Desde então, exerceu suas atividades pautado na prática assistencial de excelência, despertando o interesse de organizações e autoridades, que continuam a visitar o HS para conhecer de perto suas instalações e modelo de gestão. Dentre as inúmeras visitas recebidas, estão a do presidente do Banco Mundial, Jim Yong Kim; do diretor executivo da International Finance Corporation (IFC) à época, Jin-Yong Cai; e da diretora geral da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) à época, Mirta Roses Periago.

O HS tem sua gestão, operação e aparelhamento sob o comando da empresa Prodal Saúde S.A, vencedora da licitação para concessão administrativa, na modalidade de concorrência pública, através de leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo. Com duração de 10 anos, a concessão pode ser prorrogada por prazo igual ou inferior, havendo, ao final, a reversão ao Governo do Estado da Bahia de todos os bens que integram a estrutura do hospital.

Tendo em vista o seu perfil, o hospital realiza atendimentos não programados a todas as pessoas que o procuram por ocorrência imprevista de agravo à saúde, com ou sem risco potencial à vida (situação de urgência), ou quando há constatação médica de condições de agravo à saúde que impliquem em risco iminente de morte ou sofrimento intenso (situação de emergência).

O hospital dispõe de especialidades nas áreas de clínica médica (clínica geral, nefrologia e neurologia), clínica cirúrgica (cirurgia geral, cirurgia torácica, cirurgia plástica, cirurgia vascular, neurocirurgia, ortopedia e traumatologia, urologia, pediatria cirúrgica e anestesiologia), cirurgia bucomaxilofacial e pediatria clínica, interagindo com as diversas disciplinas em saúde, como enfermagem, fisioterapia, nutrição, farmácia, serviço social, psicologia e fonoaudiologia, além de todo um time de apoio operacional. Conta, também, com serviços de medicina intensiva, radiologia e radiologia de intervenção.

Baseado em um modelo assistencial que concilia qualidade, segurança clínica e tecnologia, o HS possui uma estrutura física e de recursos humanos completa, por meio da qual os pacientes recebem todos os cuidados necessários. A unidade apresenta um moderno parque de medicina diagnóstica com bioimagem (radiologia digital, ultrassonografia, ecocardiografia, endoscopia digestiva e respiratória, tomografia e ressonância magnética) e laboratório de análises clínicas. Possui centro cirúrgico com seis salas operatórias e 13 leitos de recuperação pós-anestésica, com excelentes instalações, e um ambulatório destinado ao atendimento de pacientes egressos.

Ao todo, são 373 leitos, sendo 253 leitos de internação hospitalar em enfermaria e 60 em terapia intensiva, distribuídos esses últimos em dez leitos de UTI pediátrica e 50 leitos para pacientes adultos. A unidade possui ainda 60 leitos sob regime de assistência domiciliar.

O hospital dispõe de uma equipe de 1.601 funcionários, incluindo enfermeiros, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, demais profissionais de áreas técnicas, serviços de apoio, administração e corpo diretivo. Também conta com um corpo clínico composto por 356 médicos das mais diversas especialidades.

O hospital acumula quatro prêmios internacionais como reconhecimento do competente trabalho que tem realizado, baseado numa assistência multidisciplinar, individualizada, cuidadosa e humanizada. Em 2012, a publicação Infrastructure 100: World Cities Edition, resultado de uma pesquisa patrocinada pela empresa de consultoria KPMG International, sediada na Inglaterra, classificou o projeto de parceria público-privada do Hospital do Subúrbio como um dos 100 melhores projetos do mundo no setor de infraestrutura pública, estando entre os 10 projetos líderes na área da saúde.

Em 2013, no mês de janeiro, o HS destacou-se como “Melhor Projeto de Saúde da América Latina” no Public-Private Partnerships Awards 2013, promovido pela revista britânica World Finance. Em abril, o hospital recebeu o seu terceiro prêmio internacional, desta vez concedido pelo International Finance Corporation (IFC) – membro do Grupo Banco Mundial – juntamente com o Infrastructure Journal, que o classificaram entre os 10 melhores projetos de parceria público-privada da América Latina e do Caribe.

Em junho de 2015, o hospital recebeu o Prêmio do Serviço Público das Nações Unidas (UNPSA) na categoria “Melhoria na Entrega de Serviços Públicos”, conquistando o segundo lugar entre as iniciativas da América Latina e Caribe. Nacionalmente, o Hospital do Subúrbio foi contemplado com dois prêmios. Em 2011, recebeu o troféu “Amigo do Transplante”, como reconhecimento da sua atuação no incentivo à doação de órgãos e tecidos no estado da Bahia. Em outubro de 2015, a unidade recebeu o Prêmio Luiz Plínio Moraes de Toledo – Práticas Inovadoras 2015, durante o VII Fórum Internacional de Qualidade em Saúde IQG, em São Paulo.

A operação e gestão do Hospital do Subúrbio pela concessionária Prodal Saúde incluem, nos termos do edital de licitação, a prestação gratuita e universal dos serviços de atenção à saúde aos clientes, no âmbito do SUS; a aquisição, gestão e logística de suprimentos farmacêuticos e hospitalares; a aquisição, operação, manutenção e reposição de mobiliários e equipamentos médico-hospitalares; a contratação e gestão de profissionais; a oferta e gestão dos serviços de alimentação, higienização e segurança privada da unidade hospitalar, bem como o manejo e destinação dos resíduos hospitalares. À concessionária também cabe desenvolver, em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), programas e ações de saúde para prevenção e controle de enfermidades, dentre outras atividades para o funcionamento completo e exemplar do hospital.

O HS é constantemente monitorado por um comitê do qual fazem parte representantes da Sesab e auditores independentes, que acompanham sua produção quantitativa e qualitativa, além de submeter-se a outras auditorias, a exemplo da auditoria do SUS e da auditoria geral do Estado da Bahia.

Os documentos relativos à concessão administrativa para gestão e operação do Hospital do Subúrbio, como edital e contrato, projeto de PPP, textos técnicos, avisos e atas, e demais documentos levados a consulta pública podem ser acessados clicando aqui.