Tel.: (71) 3217-8600 / e-mail: ouvidoriahs@prodalsaude.com.br

sustentabilidade

O Hospital do Subúrbio (HS) defende que a sustentabilidade deve ser praticada em todas as suas dimensões: social, econômica e ambiental. No aspecto social, a instituição busca constantemente proporcionar um ambiente pautado por relações de trabalho saudáveis e respeitosas, além de promover o desenvolvimento profissional e coletivo dos seus colaboradores. As ações socialmente sustentáveis também abrangem os usuários dos serviços de saúde prestados pelo hospital, a comunidade no seu entorno e a sociedade civil. Na prática, isso se traduz no tratamento humanizado e no apoio à comunidade da região do Subúrbio Ferroviário nas ações de saúde.

Para o HS, a responsabilidade social anda lado a lado com a necessidade de se praticar uma gestão ambientalmente sustentável. A sustentabilidade, que constitui um dos eixos estratégicos da instituição,  abrange o compromisso ambiental de minimizar o impacto provocado por sua atuação no meio ambiente e, ao mesmo tempo, reduzir os custos advindos do consumo de água e energia elétrica.

Ao introduzir modificações na Lavanderia do hospital, no que diz respeito ao processo de lavagem, foi reduzido o tempo de funcionamento do setor de 24 para 12 horas, com melhor atendimento da demanda e menor utilização de água e energia. A redução no consumo foi de 750 metros cúbicos de água, resultando numa economia de cerca de 12 mil reais por mês. As mudanças no processo de lavagem trouxeram maior durabilidade ao enxoval, dobrando a sua vida útil devido à menor agressão mecânica e química utilizada. O HS também instalou redutores de vazão nas torneiras e chuveiros, o que promoveu uma economia de 900 mil litros de água por mês. A redução no consumo de energia veio, ainda, da utilização de lâmpadas de LED no ambiente externo do hospital.

As práticas ambientais sustentáveis incluem parceria com empresa de reciclagem de papel e o descarte consciente de materiais. O Programa de Gerenciamento de Resíduo dos Serviços de Saúde (PGRSS) constitui um conjunto de procedimentos de gestão planejados e implementados a partir de bases científicas e técnicas, normativas e legais, que objetiva conscientizar e direcionar a equipe de saúde quanto a condutas em relação aos resíduos gerados no hospital.

O PGRSS atende à legislação nacional vigente e tem como objetivos minimizar a produção de resíduos, proporcionar encaminhamento seguro aos resíduos gerados, promover medidas de segurança e higiene no trabalho, proteger a saúde e o meio ambiente e reduzir a quantidade e periculosidade dos resíduos. O hospital está atento a todas as fases de manejo dos resíduos, como segregação, acondicionamento, identificação, coleta interna, tratamento interno, armazenamento temporário, coleta externa, tratamento externo e disposição final. Os resíduos gerados pelo HS são segregados no momento e no local de sua geração, de acordo com as características físicas, químicas, biológicas, o seu estado físico e os riscos envolvidos. São acondicionados de acordo com sua classificação, nos próprios setores geradores, em sacos de lixo ou em recipientes específicos. Após coletados, são transportados para abrigos externos em contentores identificados e específicos para cada tipo de resíduo.

A preocupação do HS com a proteção ao bem-estar humano e ambiental também se verifica com a presença do Programa de Uso Racional de Antimicrobianos, para evitar induzir a resistência microbiana no ambiente. O uso racional de antibiótico, na prevenção e tratamento das infecções, ocorre na escolha do seu tipo, dosagem, via de administração e duração.